Tempo
Falcão S.R
Voz: Anna Müller


Flores que a vida me nega
No tempo em que estou por aqui
Quando meus olhos cerrarem
Serão espalhadas por cima de mim

Lágrimas que molham meu rosto
Promessas e juras de eterno amor
Que foram perdidas no tempo
E no esquecimento o vento levou

Gente de vida apressada
Que esqueceram a amizade que ofertei
No ultimo adeus terão todo tempo
Para lamentar a saudade
Que talvez eu deixarei.

Flores que foram arrancadas
Do jardim que eu plantei
Nessa terra abençoada
Que vivi e tanto amei

Terra que meu viu chegar chorando
Vindo de um lugar desconhecido
Mas quem sabe ao retornar
Levarei na alma um sorriso

Tempo que passa girando
Destruindo a alegria
Eu também vou me vingando
Pois não podes apagar
Minha amada poesia.


Imagem jpg - Indian

 

 

 

Voltar