Fada Madrinha




Vou velejando sobre águas mansas
Levando comigo a paz que perseguia
Ao ver em teus olhos o verde da esperança
Fada madrinha do lirismo da poesia.

Meigo sorriso sublimado em ternura
Que nos abriga num santuário de afeição
Alma sublime transparente e pura
Que resplandece em teu generoso coração.

Amor que envolve o universo
Como hóstia sagrada dividida
Dando um novo colorido aos meus versos
E um banho de luz em minha vida.

Ser teu amigo é mais que privilégio
É ter certeza que só nunca poderei estar
Mesmo que eu sofra um terrível sortilégio
Tuas preces irão sempre me alcançar.

Nessa data tão feliz para todos nós
Que te devemos tantas alegrias
Receba o carinho dos meus versos
Efigênia, mensageira da luz e poesia.

Falcão S.R

 

Imagem jpg
Tube Perfume: X Treme
Wav: Chen Xiao Ping - La Isla Bonita

 

 

 

Voltar